31 de mai de 2007

Cap 18: Proposta decente

Trilha sonora da cena

Eu precisava voltar a ser gente, vida de urso panda não me levaria a nada. Primeira atitude era sair e Débi foi minha companhia. Como ela mesmo diz, dentro de casa as coisas não acontecem. Nada muito além do convencional, um shopping, uma casquinha do McDonald’s e colocar os assuntos em dia. Quem estava com quem, quem cortou o cabelo, quem viajou, quem sumiu. Os outros. Os outros são o melhor dos assuntos, quando queremos afastar a hipótese de nos colocar em pauta.

_Débora? _ ouvimos uma voz ao nosso lado. Era um rapaz de cabelo castanho, bem vestido e, principalmente, com um perfume delicioso. Ele abraçou minha amiga e a salpicou com dois beijos na bochecha.

Continuei lambendo meu Chocomac, é estranhíssimo quando um desconhecido nos rouba a atenção de nossa companhia e ficamos com cara de bobocas.
_Essa é a minha amiga, Isabela. _ Débi me apresentou. _ Quer sentar aí, senta... _ ela ofereceu.
_Posso? _ perguntou já sentando.
_E aí? Trabalhando com sua mãe?_ Débi perguntou.
_É... Estamos fazendo agora uma reformulação na loja... Estou trabalhando com a área de marketing da empresa. Muito legal... _ disse.
_Que bom! _ Débi sorriu e explicou que ele cursava publicidade na mesma faculdade que ela, mas já estava no quinto período.
_Hum... _ limitei-me a mordiscar a casquinha.
_Você é modelo? _ ele perguntou, do nada.
_Eu? _ ri e me babei com o sorvete.
_É!_ ele me deu o guardanapo que eu havia deixado em cima da mesa.
_Não... Que idéia! _ tentei sem sucesso apagar a manchinha marrom que ficara na minha blusa.
_Não se preocupe, Bela, ele não está te cantando. _ Débi riu e me senti muito pateta. _ É que ele trabalhou em uma agência e acha que todo mundo fica bonita com um quilo de maquiagem e uma boa camada de Photoshop. Ele era “olheiro”, esses caras que...
_Eu sei o que é... _ interrompi._Não, nunca fiz trabalhos assim...
_E gostaria? Estou precisando de alguém para fazer uma foto para um grande painel que queremos colocar na frente da loja, esses de hipermídia, gigante...
_Eu? _ ri, sem acreditar que eu pudesse ser digna de parecer assim em tamanho mega.
_Você. Nós não podemos pagar uma modelo de elite, mas talvez o que oferecemos fosse bom para você e depois eu posso te compensar com uns contatos.
_..._ franzi a testa e Débi balançou a minha mão, para eu ter qualquer reação.
_ Por que não, Bela? Você é alta, magra, loira e seria divertido te ver bem grandona, quando eu voltasse da faculdade. _ brincou.
_De calcinha? _ levantei as sobrancelhas.
_Mas não será vulgar! Será de roupa íntima, bem feminina, delicado. Afinal, a imagem da empresa conta...
_Não sei se meus pais iriam gostar... _ pensei principalmente no meu pai, descobrindo que a filhinha dele não brinca de bonecas mais!
_Bom, aqui está o meu cartão, eu preciso da resposta até... amanhã. Fale com eles. E pode levá-los para a sessão de fotos. Não é roubada, fique tranqüila. _ garantiu.
_Hum-hum. _ educadamente peguei o papel.
Um celular começou a tocar e ele sacou o dele do bolso e atendeu:
_Alô? Eu to aqui no shopping. Onde? Hoje? Tá beleza, eu vou passar aí então... _ olhou o relógio. Desligou. _ Meninas... _ se dirigiu a nós. _ eu vou ter que sair... _ deu um beijo no rosto de Débi e no meu. _ Me liga. _ pediu.
Eu fiquei olhando-o partir pelo corredor de mesas da Praça de Alimentação.
_Você vai aceitar?
_Não sei. De lingerie?_ fiquei em dúvida.
_Ah! Pode pintar outras coisas. Nunca pensou nisso? _ ela se empolgou com a idéia.
_Vou ter que falar com meus pais. _ guardei o cartão na bolsa.

***
Tudo o que eu não espera era o impossível. Sabe quando seus pais têm um surto?

_Bom, você agora é maior de idade, se acha que deve fazer, faça.

Aquilo vindo da minha mãe, com o silêncio consentido do meu pai, parecia irreal. Até pensei que essa atitude era movida por pena. Já que eu passara uma fase ruim, eles permitiriam qualquer coisa que me trouxesse ânimo. Seja lá qual fosse o motivo, era mesmo assim surpreendente.

Procurei o cartão na minha bolsa e fui até meu quarto. Olhei o telefone. Pensei bem. Eu tinha que conseguir dinheiro para ser um pouquinho mais independente e por que não fazer um bico?

Tirei o aparelho do gancho e disquei.

_Alô? Oi, aqui é a Isabela, com quem você falou no shopping sobre a proposta da propaganda...

O encontro fora marcado e eu só pedira um dia a mais para poder me cuidar melhor. Fazer a unha, o cabelo, depilação e tudo que me deixasse em um estado mais fotográfico, digamos assim.

Antes que eu perdesse o papel, anotei na agenda do meu celular o número:

_Aqui está você... _ falei com o aparelho. _ Gus-ta-vo...

Suspirei e olhei para o computador. Entrei no meu blog¹ para ver se tinha algum comentário. Havia dois, um da Pandora e outro da Bruxinha Nany.

_ “Belinha achei seu blog no orkut da Débi... já vivi um amor militar como vc e sei o quanto ele dói... claro que tive momentos de intensa felicidade, mas infelizmente eles acabaram... mas torço por vc. Tudo vai dar certo! acredite!!!!”_Assinado: Bruxinha Nany.

É, pelo visto, eu não estava sozinha nisso. O que Caio fazia a essa hora? “Tive momentos de intensa felicidade”, a frase do comentário me veio a cabeça e deixei que minhas mãos recordassem um pouco destes tempo de felicidade no meu blog.

Nota1: Acompanhe o Blog da Bela


-----***-----


--->Participe: Comunidade do livro no orkut!

7 comentários:

Lucy disse...

eita... e lá vamos nós!

Luma disse...

Li dois capitulos em um dia e meio atrasada mais estou revoltada com o Caio mas conheço dois casos parecidos um foi o meu q levei um pé na bunda bem no final da prep mas reatamos meses dps sofri q nem um cão!!!! Nem preciso comentar q chorei baldes e conheço outro caso neh gemea nathy? Pois é eles mudam muito qdo entram na prep e começam a ouvir muito as companias alheias!!!
Qto ao capitulo de hj.. será q o caio vai ver a propraganda dela??? tomará q ele veja ... e ela vai tah linda.. e ele vai chupar dedo.. hehehe...
pois eh sofrimento de mulher eh assim atinge uma as outras... nascem corporativadas essas meninas...

lindo o livro

Li parabenssss denovo!!!!!!!!!!!!!!!

mell disse...

aaii... nem tenho o q dizer! tah tudo perfeito, o livro, o blog da bela, tudooo².
faço as palavras da luma as minhass \o/
tomara q o caio veja a bela linda, gostosa e sendo admirada por todos q passam!
ha ha ha
caio eh um idiota ¬¬
nem gosto mais dele! a belinha agora vai ficar com o gustavooooo \o/ \o/
bem feito pra ele, fez por merecer =)

Lucy disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ana paula disse...

eeeeeeeeeee!!!!!! esse Gustavo vai fazer a diferença na vida dela!!!!! to torcendo por isso!!!!!hauuahua!!!! lindoooo!!!!! aplausos pro Gustavo!!!!!!

THATI BESSA disse...

TO ADORANDO LER SEU LIVRO LI, MEU PROBLEMA É QUE NUNCA CONSIGO TE ACOMPANHAR, É INCRIVEL A FORMA COM A QUAL VC ESCREVE, RÁPIDA E EXTRAORDINÁRIA...BEM VOU TENTANDO, MAIS SAIBA DESDE JÁ QUE ESTOU AMANDO E SEMPRE, SEMPRE ESTAREI AKI...XERÃOOOOOOOO, EMOCIONANTE A FORMA COM A QUAL VC COLOCA O SOFRIMENTO, AS ALEGRIAS, EM FIM OS SENTIMENTOS...
PARECE SER TUDO MUITO REAL....XERÃO TE ADORO!!!!

Anônimo disse...

It's so easy to choose high quality [url=http://www.euroreplicawatches.com/]replica watches[/url] online: [url=http://www.euroreplicawatches.com/mens-swiss-watches-rolex/]Rolex replica[/url], [url=http://www.euroreplicawatches.com/mens-swiss-watches-breitling/]Breitling replica[/url], Chanel replica or any other watch from the widest variety of models and brands.